Pranayama: para que serve? Objetivos e Benefícios

Pranayama: para que serve? Objetivos e Benefícios

Pranayama ©Alfarrábios da Alma, 2023
Sumário

E afinal, para que serve o pranayama? Você já pensou em praticar? E que objetivos e benefícios você pode alcançar praticando essa técnica de respiração? Afinal, vamos ser práticos: para que vou ficar fazendo exercício respiratório, se eu já respiro naturalmente? Não foi isso que você pensou? Será que vale a pena gastar seu tempo com isso?

Componentes do Pranayama

Antes de explicar para que serve e quais os objetivos de se fazer o pranayama, vamos entender mais detalhadamente o conceito e as características do pranayama, pois aí vai ficar bem fácil para nós entendermos para que ele pode servir e o quanto ele pode ser útil.

Primeiro, nós precisamos entender do que o pranayama é composto. Então, quais seriam os componentes do Pranayama? São apenas 2 componentes e bem simples de perceber.

  1. o prana, que é a energia vital de tudo que existe, o nosso alimento espiritual
  2. o seu corpo, que tem a capacidade de assimilar o prana e só assim se mantém vivo.

Processos do Pranayama

E quais são os processos envolvidos no pranayama? São apenas 3 processos:

  1. O ato de inspirar o ar (Purak)
  2. O ato de expirar o ar (Rechak)
  3. O ato de suspender a respiração, com plenitude ou esvaziamento (Kumbhak), ou seja, manter o peito cheio de ar ou manter o peito vazio, sem ar.

Kumbhak é a retenção da respiração e as tradições contam que essa prática aumenta a expectativa de vida da pessoa que pratica, aumenta a força espiritual introspectiva, o vigor e a vitalidade. Diz-se que a pessoa que pratica o Kumbhak consegue adiar a morte, adicionando ao tempo de sua vida o tempo que conseguiu reter o ar. Dizem que Chang Dev, um iogue místico que se tornou santo no hinduísmo, viveu 1.400 anos, praticando o Kunbhak (Changdev Maharaj, 2023).

Com esse entendimento sobre a composição e os processos,é possível fazer uma série de combinações entre esses elementos e esses processos e, com isso, gerar inúmeros tipos de pranayamas, com finalidades diferentes.

Características do Pranayama

E o que caracteriza os tipos de pranayama está ligado à movimentação do corpo em relação ao prana:

  1. primeiro, você precisa definir o espaço do corpo, ou seja, que parte do corpo você vai usar para trabalhar com o prana? Você vai encher o pulmão ou o abdômen? Você vai comprimir ou expandir uma parte específica do corpo para alterar a passagem do prana? 
  2. segundo, você precisa regular o tempo que você vai controlar a respiração, isto é, por quanto tempo você vai inspirar, expirar, reter o ar dentro de você, manter o peito vazio, sem ar;
  3. e, por último, você precisa medir a quantidade de vezes que você vai fazer cada movimento de absorção ou de liberação do prana, em um ritmo específico. Como se fosse uma música. Por exemplo, você pode fazer uma respiração de 4 tempos, sendo que cada tempo terá 3 segundos. Ou vai fazer uma respiração num ritmo 2-4-2-4, sendo que você vai inspirar por 2 segundos, reter o ar dentro por 4 segundos, expirar por 2 segundos e esvaziar o peito por 4 segundos.

As combinações entre essas 3 características, o espaço do corpo, o tempo e a duração em segundos,  é que vão gerar os diversos tipos de pranayamas que existem e que permitem alcançar diferentes objetivos e resultados.

Objetivos do Pranayama

E quais objetivos nós podemos atingir usando os pranayamas?

  1. O objetivo primordial do pranayama é se nutrir do prana, que nós não conseguimos fazer adequadamente respirando de qualquer jeito, naturalmente; nossa tendência é respirar de forma rápida se estamos agitados, respirar devagar se estamos tranquilos, quase que não respirar se estamos com medo ou ansiosos; então, precisamos educar a nossa respiração no dia a dia para conseguir absorver de verdade o prana que está disponível; senão, é menos combustível no nosso veículo físico. 
  2. Um segundo objetivo interessante é usar a respiração mais adequada para os estados emocionais indesejados ou seja, para os momentos de estresse, ansiedade, tristeza, desespero; somente quando respiramos conscientemente é que nós conseguimos perceber os estados emocionais perturbadores e tomar o controle da nossa respiração para nos ajudar a sair desses estados incômodos. 

Por exemplo, outro dia eu fui fazer uma ressonância magnética e eu usei um pranayama para conseguir ficar tranquila dentro daquela máquina claustrofóbica. Já vi vários casos de pessoas que se sentiram mal e perderam o controle dentro da máquina, e elas tiveram que apertar a buzininha para sair no meio do exame, porque não conseguiam suportar a claustrofobia lá dentro. Se você aprende a fazer os pranayamas, você vai fechar os olhos e respirar compassadamente, imaginando uma linda paisagem do seu gosto e vai ficar tranquilo lá dentro daquela máquina, em vez de achar que aquilo é um caixão e que você está sendo enterrado, chorando e gritando pela sua mãe. 

  1. Um terceiro objetivo, bastante importante é a meditação, que deve ser uma prática de rotina na vida das pessoas. Eu não consigo imaginar um futuro sem a prática da meditação no mesmo nível e com a mesma frequência que nos alimentamos, que dormimos. Sim, o mundo que vem pela frente é o mundo da mente e não o mundo físico. Na verdade, o mundo físico está ficando para trás. O futuro é a mente, então essa história de que precisamos nos abraçar e conviver é meio que conversa fiada. Na verdade, estamos nos dirigindo para um futuro brilhante da pura mente. E a única forma de nós controlarmos a nossa mente e conseguirmos nos harmonizar mentalmente com as outras pessoas e com as energias dos ambientes que vivemos é justamente a meditação. E a respiração compulsória é a base da vida física, mas a respiração controlada é que é a base da mente equilibrada! Sim, em algum momento, eu chuto que dentro dos próximos 100 anos, nós vamos ter que nos render à meditação, sem choro, nem vela. Vai ser uma questão de sobrevivência e saúde mental.
  2. Um quarto objetivo, mais específico, mas muito importante, pode ser o despertar da kundalini e de outras energias relacionadas ao desenvolvimento espiritual.

Praticando Pranayama

Enfim, são muitas as finalidades de se usar o pranayama, mas a principal é você manter o controle sobre a sua própria vida e sobre a sua energia vital. 

Se você consegue passar uma pequena parte do tempo com a sua respiração sob controle, automaticamente, você vai reduzir uma série de automatismos indesejados do seu corpo. 

Por exemplo, você pode conseguir ter mais controle sobre os seus instintos, sobre as suas emoções e até sobre os seus pensamentos. 

Se você for aumentando o tempo que passa controlando a respiração, mais você terá controle sobre a sua própria vida. Então, é como se você passasse a viver em estado meditativo durante a maior parte do tempo. Você vai aumentar a sua concentração, a sua capacidade de raciocínio, o seu foco, e a sua intuição. 

Então, é só você começar a treinar! Aqui no canal, nós temos algumas meditações guiadas com pranayama ou respiração controlada. Uma delas é a Meditação Guiada para Atingir o Equilíbrio, para você se equilibrar e se aprofundar no significado da vida e da morte. E temos também um exercício respiratório para ativar a kundalini, que você pode fazer acompanhando os ritmos respiratórios de forma guiada.

Se você treinar bastante e conseguir passar todo o seu tempo controlando a respiração, fazendo pranayamas, de acordo com os seus objetivos, provavelmente você vai estar muito próximo de um nível de iluminação espiritual e vai poder viver em sintonia com a Divindade. Isso vai tornar a sua vida fluida e tranquila, só seguindo a correnteza do amor e da paz!

No próximo capítulo

No próximo vídeo dessa série, eu vou te contar sobre alguns tipos de pranayamas que são utilizados nas diversas correntes de Yoga. Por que existem vários tipos e sequências de respiração controlada para objetivos diferentes. Por exemplo, se você quer acalmar a mente, você usa um tipo de respiração, mas se você quer fazer subir a energia da sua kundalini, será outro tipo de respiração. Então, se você quer conhecer alguns tipos e os objetivos de pranayamas, assista o próximo capítulo para saber!

Agradecimentos

Antes de encerrar, eu quero te agradecer por ter assistido o vídeo até o final! Aproveito para te lembrar de dar aquele like iluminado, de deixar seus comentários sobre o que você achou do vídeo, suas dúvidas e sugestões e de inscrever para receber mais conteúdos como este!

Encerramento

Desejo a todos os seres uma vida plena, com muita luz, e que você siga seu caminho de crescimento e expansão espiritual na mais santa paz!

Está gostando do nosso conteúdo? Deixe seu review e compartilhe!

Avaliação do Post
0.0/5

Avalie o Post

Assista no Youtube

Ouça agora mesmo!

Ouça na sua plataforma favorita!

Anchor Logotipo
Por favor, confirme seu e-mail
Obrigada por sua inscrição!

Para concluir o processo de confirmação, por favor, clique no link da mensagem enviada para o e-mail que você nos indicou.

Caso você não receba o e-mail em instantes, por favor, verifique em sua caixa de spam e marque os e-mails do Alfarrábios da Alma como "não é spam".

Saudações de luz!
Alfarrábios da Alma

Assine Nossa Newsletter

Receba conteúdos fantásticos sobre autoconhecimento, espiritualidade e denvolvimento pessoal para tornar sua vida cada vez mais plena!!!

*Não enviamos spam!